Terça-feira, 22 de Dezembro de 2009

Recomendações ao Governo...

Achei por bem partilhar algo que achei interessante quando consultava o diário da República, como o faço frequentemente. Vamos aguardar que sejam aceites as recomendações...

in Diário da República

Resolução da Assembleia da República n.º 109/2009
Recomenda ao Governo medidas de estímulo ao crescimento económico

A Assembleia da República resolve, nos termos do n.º 5 do artigo 166.º da Constituição da República, recomendar ao Governo que:

1 — Crie mecanismos de compensação recíproca de créditos e débitos entre o Estado e as empresas, incluindo créditos fiscais, da segurança social e de prestação de bens e serviços.

2 — Oriente os seus planos de investimento no sentido de privilegiar investimentos de maior proximidade, de dimensão média e de rápido impacto na dinamização da economia. Estarão neste caso os seguintes investimentos que destacamos:

a) Manutenção e valorização do património;
b) Promoção da eficiência energética e ambiental dos edifícios públicos;
c) Recuperação, qualificação ou construção de infra-estruturas sociais, nomeadamente as escolas e as áreas de apoio ao idoso e à criança, em parceria com o sector social;
d) Reparação e segurança de pontes no âmbito de um programa nacional;
e) Requalificação dos centros urbanos e investimento na habitação social, em parceria com os municípios, prioritariamente através da aquisição e recuperação dos bens imóveis devolutos;
f) Confirmação do plano de barragens;
g) Promoção da acessibilidade para deficientes;
h) Renovação dos tribunais e construção de novos centros penitenciários;
i) Promoção de sistema de transportes públicos e mobilidade sustentável;
j) Melhoria das condições de trabalho e dos meios das forças de segurança.

3 — Reoriente os objectivos do QREN para o apoio a projectos com uma forte componente exportadora e simplifique e agilize o procedimento de candidaturas e o sistema de decisão e pagamentos.

4 — Redefina, de modo público e formal, a missão da Caixa Geral de Depósitos no sentido de apoiar privilegiadamente as PME, em particular em processos de consolidação e de exportação.

5 — Altere os critérios de acesso às linhas de crédito, de forma a evitar a exigência de condições quase impossíveis de cumprir como: ter lucro nos últimos dois de três anos, não ter dívidas ao fisco ou à segurança social, mesmo quando o Estado é devedor da empresa.

6 — Incentive o capital de risco e os fundos de investimento em PME, que com essa participação possam trazer não apenas capital, mas também know -how, e que desenvolva o fundo para a consolidação e concentração de empresas portuguesas.

7 — Adopte as medidas necessárias a condição de preferência às PME em igualdade de circunstâncias em fornecimentos ao Estado até um montante a fixar legalmente.

8 — Adie a entrada em vigor do Novo Código Contributivo, devendo a nova data ser fixada em reunião da Comissão de Concertação Social, não devendo nunca ser anterior a 1 de Janeiro de 2011.

Aprovada em 27 de Novembro de 2009.

O Presidente da Assembleia da República, Jaime Gama.

publicado por... liliana_12 às 23:47
link do post... | comentar... | adicionar aos favoritos...

Recomendações ao Governo...

Achei por bem partilhar algo que achei interessante quando consultava o diário da República, como o faço frequentemente. Vamos aguardar que sejam aceites as recomendações...

in Diário da República

Resolução da Assembleia da República n.º 109/2009
Recomenda ao Governo medidas de estímulo ao crescimento económico

A Assembleia da República resolve, nos termos do n.º 5 do artigo 166.º da Constituição da República, recomendar ao Governo que:

1 — Crie mecanismos de compensação recíproca de créditos e débitos entre o Estado e as empresas, incluindo créditos fiscais, da segurança social e de prestação de bens e serviços.

2 — Oriente os seus planos de investimento no sentido de privilegiar investimentos de maior proximidade, de dimensão média e de rápido impacto na dinamização da economia. Estarão neste caso os seguintes investimentos que destacamos:

a) Manutenção e valorização do património;
b) Promoção da eficiência energética e ambiental dos edifícios públicos;
c) Recuperação, qualificação ou construção de infra-estruturas sociais, nomeadamente as escolas e as áreas de apoio ao idoso e à criança, em parceria com o sector social;
d) Reparação e segurança de pontes no âmbito de um programa nacional;
e) Requalificação dos centros urbanos e investimento na habitação social, em parceria com os municípios, prioritariamente através da aquisição e recuperação dos bens imóveis devolutos;
f) Confirmação do plano de barragens;
g) Promoção da acessibilidade para deficientes;
h) Renovação dos tribunais e construção de novos centros penitenciários;
i) Promoção de sistema de transportes públicos e mobilidade sustentável;
j) Melhoria das condições de trabalho e dos meios das forças de segurança.

3 — Reoriente os objectivos do QREN para o apoio a projectos com uma forte componente exportadora e simplifique e agilize o procedimento de candidaturas e o sistema de decisão e pagamentos.

4 — Redefina, de modo público e formal, a missão da Caixa Geral de Depósitos no sentido de apoiar privilegiadamente as PME, em particular em processos de consolidação e de exportação.

5 — Altere os critérios de acesso às linhas de crédito, de forma a evitar a exigência de condições quase impossíveis de cumprir como: ter lucro nos últimos dois de três anos, não ter dívidas ao fisco ou à segurança social, mesmo quando o Estado é devedor da empresa.

6 — Incentive o capital de risco e os fundos de investimento em PME, que com essa participação possam trazer não apenas capital, mas também know -how, e que desenvolva o fundo para a consolidação e concentração de empresas portuguesas.

7 — Adopte as medidas necessárias a condição de preferência às PME em igualdade de circunstâncias em fornecimentos ao Estado até um montante a fixar legalmente.

8 — Adie a entrada em vigor do Novo Código Contributivo, devendo a nova data ser fixada em reunião da Comissão de Concertação Social, não devendo nunca ser anterior a 1 de Janeiro de 2011.

Aprovada em 27 de Novembro de 2009.

O Presidente da Assembleia da República, Jaime Gama.

publicado por... liliana_12 às 23:47
link do post... | comentar... | adicionar aos favoritos...
Terça-feira, 15 de Dezembro de 2009

Macacos dão pistas sobre origem da linguagem humana…

por PEDRO SOUSA TAVARES in DN.sapo.ptMacacos dão pistas sobre origem da linguagem humana

Ao combinar três chamamentos ('hok', 'krak' e 'boom') e um sufixo (oo), o macaco de Campbell produz um conjunto diversificado de 'frases', com significados muito distintos. Esta proto-sintaxe terá sido uma adaptação natural ao meio, permitindo a esta espécie africana comunicar com os membros do seu grupo e alertá-los para predadores e outros perigos iminentes

O macaco de Campbell (cercopithecus campbelli), que vive nas florestas de vários países africanos, poderá ter eliminado mais um suposto marco diferenciador dos humanos em relação a outros seres vivos - a capacidade de desenvolver e utilizar uma linguagem - ao demonstrar possuir o mais complexo tipo de comunicação descrito entre animais.

Estudos realizados durante dois anos no Tai National Park, na Costa do Marfim, revelam que o símio em questão não só é capaz de emitir seis tipos distintos de chamamentos de alerta, como os combina em sequências vogais. Por outras palavras: constrói frases rudimentares.

A investigação foi coordenada por peritos em etologia (comportamento animal) do Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) francês, em articulação com universidades da Escócia e da Costa do Marfim.

O processo consistiu no registo dos diferentes sons produzidos pelos macacos de Campbell, tendo depois sido testada a sua reacção a gravações e estímulos visuais. Por exemplo, recorrendo a sons e até exemplares empalhados de predadores presentes no seu habitat natural.

Os testes permitiram identificar três "vocábulos' básicos, todos com um significado específico: hok, krak e boom, que são duplicados em mais três pelo uso do sufixo 'oo'". Mas o que verdadeiramente impressionou os investigadores foi a capacidade dos animais para combinarem estes termos de diferentes formas, com uma variedade de significados distintos (ver caixa), no que descreveram como uma "proto-sintaxe" desta espécie.

De resto, ficou demonstrado que só raramente os macacos emitem estes sons de forma isolada, sendo muito mais frequente a sua combinação em sequências de até 25 chamamentos.

Os autores do estudo - publicado na página da Internet da revista Proceedings of the National Academy of Sciences, dos Estados Unidos - admitem que esta capacidade de combinar diferentes sons terá sido desenvolvida para compensar uma limitada flexibilidade vocal. Quando comparados, por exemplo, com as aves, os macacos são mais limitados no tipo de sons que podem emitir.

Um argumento que conduz, inevitavelmente, à hipó-tese de a linguagem humana ter tido, na sua origem, vocalizações animais bastante mais primárias.

No caso específico do macaco de Campbell, uma espécie arborícola (que vive sobretudo nas árvores), a reduzida visibilidade do seu habitat torna particularmente importante a existência de uma forma alternativa de manter o contacto e trocar informação - sobretudo alertas - com os da sua espécie.

Este símio vive em grupos de até 10 elementos, habitualmente constituídos por um único macho dominante, várias fêmeas e os descendentes ainda jovens.

Até agora, as tentativas de ensinar as bases da sintaxe humana a animais - não confundir com a capacidade de imitação demonstrada por várias espécies de aves - revelaram-se pouco produtivas.

Ao longo dos anos, realizaram--se várias experiências com chimpanzés - o animal geneticamente mais próximo do homem -, treinados para reconhecer e reproduzir sons humanos com o auxílio de equipamentos (como computadores). Mas, embora sendo capazes de reconhecer o significado de várias palavras, estes não conseguiam combiná-las em frases. .


publicado por... liliana_12 às 09:54
link do post... | comentar... | adicionar aos favoritos...

Macacos dão pistas sobre origem da linguagem humana…

por PEDRO SOUSA TAVARES in DN.sapo.ptMacacos dão pistas sobre origem da linguagem humana

Ao combinar três chamamentos ('hok', 'krak' e 'boom') e um sufixo (oo), o macaco de Campbell produz um conjunto diversificado de 'frases', com significados muito distintos. Esta proto-sintaxe terá sido uma adaptação natural ao meio, permitindo a esta espécie africana comunicar com os membros do seu grupo e alertá-los para predadores e outros perigos iminentes

O macaco de Campbell (cercopithecus campbelli), que vive nas florestas de vários países africanos, poderá ter eliminado mais um suposto marco diferenciador dos humanos em relação a outros seres vivos - a capacidade de desenvolver e utilizar uma linguagem - ao demonstrar possuir o mais complexo tipo de comunicação descrito entre animais.

Estudos realizados durante dois anos no Tai National Park, na Costa do Marfim, revelam que o símio em questão não só é capaz de emitir seis tipos distintos de chamamentos de alerta, como os combina em sequências vogais. Por outras palavras: constrói frases rudimentares.

A investigação foi coordenada por peritos em etologia (comportamento animal) do Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) francês, em articulação com universidades da Escócia e da Costa do Marfim.

O processo consistiu no registo dos diferentes sons produzidos pelos macacos de Campbell, tendo depois sido testada a sua reacção a gravações e estímulos visuais. Por exemplo, recorrendo a sons e até exemplares empalhados de predadores presentes no seu habitat natural.

Os testes permitiram identificar três "vocábulos' básicos, todos com um significado específico: hok, krak e boom, que são duplicados em mais três pelo uso do sufixo 'oo'". Mas o que verdadeiramente impressionou os investigadores foi a capacidade dos animais para combinarem estes termos de diferentes formas, com uma variedade de significados distintos (ver caixa), no que descreveram como uma "proto-sintaxe" desta espécie.

De resto, ficou demonstrado que só raramente os macacos emitem estes sons de forma isolada, sendo muito mais frequente a sua combinação em sequências de até 25 chamamentos.

Os autores do estudo - publicado na página da Internet da revista Proceedings of the National Academy of Sciences, dos Estados Unidos - admitem que esta capacidade de combinar diferentes sons terá sido desenvolvida para compensar uma limitada flexibilidade vocal. Quando comparados, por exemplo, com as aves, os macacos são mais limitados no tipo de sons que podem emitir.

Um argumento que conduz, inevitavelmente, à hipó-tese de a linguagem humana ter tido, na sua origem, vocalizações animais bastante mais primárias.

No caso específico do macaco de Campbell, uma espécie arborícola (que vive sobretudo nas árvores), a reduzida visibilidade do seu habitat torna particularmente importante a existência de uma forma alternativa de manter o contacto e trocar informação - sobretudo alertas - com os da sua espécie.

Este símio vive em grupos de até 10 elementos, habitualmente constituídos por um único macho dominante, várias fêmeas e os descendentes ainda jovens.

Até agora, as tentativas de ensinar as bases da sintaxe humana a animais - não confundir com a capacidade de imitação demonstrada por várias espécies de aves - revelaram-se pouco produtivas.

Ao longo dos anos, realizaram--se várias experiências com chimpanzés - o animal geneticamente mais próximo do homem -, treinados para reconhecer e reproduzir sons humanos com o auxílio de equipamentos (como computadores). Mas, embora sendo capazes de reconhecer o significado de várias palavras, estes não conseguiam combiná-las em frases. .


publicado por... liliana_12 às 09:54
link do post... | comentar... | adicionar aos favoritos...
Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2009

Risqué...

Olá, hoje quero vos mostrar o meu lado mais feminino, ou um deles, adoro vernizes e como tal achei por bem vos mostrar os que gosto... arranjei algumas imagens dos vernizes risqué para verem...





 

 
 


Risqué...

Olá, hoje quero vos mostrar o meu lado mais feminino, ou um deles, adoro vernizes e como tal achei por bem vos mostrar os que gosto... arranjei algumas imagens dos vernizes risqué para verem...





 

 
 


publicado por... liliana_12 às 14:24
link do post... | comentar... | adicionar aos favoritos...

mais sobre mim...

pesquisar neste blog...

 

Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

comentários recentes...

Cara Liliana,Nós realizamos um motor de pesquisa e...
Caro candidato empréstimo, Estamos registrados, e...
voce joga muitokauã
giro que bonito
Gosto de muitas dessas cores. As mulheres cada vez...
Nunca percebi muito bem porque é que o Brandão Cos...
Esses vernizes têm umas cores muitos giras.Gostei ...
A entrada em vigor desta lei foi muito boa para au...
Força e Coragem nesta hora dura e triste!JocasLena
O primeiro q saír é meu, mas gostaria de saber qua...

arquivos...

Junho 2010

Maio 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Julho 2007

Abril 2007

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

tags

todas as tags

links...

subscrever feeds

SAPO Blogs